Recomeço

She found herself (Out of the woods video, Taylor Swift)

Em 2015 não fui tudo o que queria ser.

Observei o ano passar como se o assistisse da janela de um prédio. Espalhei pedaços meus por aí, absorvendo o máximo possível do que vi e ouvi, tentando entender o mundo. Procurei em cada canto, em cada olhar, em cada situação, algo de bom e único. Encontrei, mas enxerguei igualmente as falhas e as dores. Não cheguei a todas as respostas, no entanto, cheguei a algum lugar. Aprendi tanto quanto aprendemos quando nos dispomos a pensar nas diversidades. Ponderei as contradições e as guerras grandes e pequenas, enquanto eu mesma entrava em um conflito interno de aflição diante das minhas limitações e dúvidas. Quis fazer mais e não soube como. Senti que o que eu era não era suficiente, e o que queria ser estava além da minha capacidade. Num mundo tão errado, como ser boa o bastante? Muitas vezes me cansei e sofri, mas minha esperança permaneceu.

Mas Deus, em seu imenso amor, ensinou-me claramente que para Ele meu coração é o suficiente e que a fé e confiança nele me tornará tudo o que tenho que ser, pois é disso que preciso: ser dele e deixar que Ele me molde ao modo que planejou para a minha vida. Será esse o auge de minha felicidade, e vivendo com Cristo eu a vivo dia a dia.
Tenho consciência de quem sou e do que é viver nesse mundo; amo a vida e as pessoas; ainda assim, tenho um longo caminho para percorrer e aprender, muito a melhorar. Neste novo ano, quero dar tudo de mim e em tudo ser inteira. 

   (Esse texto é literalmente um recomeço. Em 2015 deixei muitos textos inacabados, com a sensação de soltar o barbante de um balão que flutuou para longe. Agora, apesar de muitas tentativas, enfim cheguei a conclusão desse texto.)

Para ser grande, sê inteiro: nada
Teu exagera ou exclui.
Sê todo em cada coisa. Põe quanto és
No mínimo que fazes.
Assim em cada lago a lua toda
Brilha, porque alta vive.

- Fernando Pessoa

Bem, tenho minhas metas, mas ainda vou organizá-las num caderninho. Aliás, espero ser muito mais organizada com minhas coisas esse ano, haha.

Colocarei aqui algumas das músicas que me marcaram esse ano:


Voar - Marcela Taís
"Saudade do que nunca vi, vontade do que nunca senti, por que pararam de falar do céu? Estamos pensando muito nesta vida daqui."


Broken Vessels (Amazing Grace) - Hillsong United
"Então pegue este coração, Senhor, eu serei Seu vaso para que o mundo veja Sua vida em mim."


Holy Spirit - Kari Jobe ft. Cody Carnes
"Eu provei e vi o mais doce amor que liberta o meu ser e a vergonha desfaz."



"Mera mudança não é crescimento. Crescimento é a síntese de mudança e continuidade, e onde não há continuidade não há crescimento."
- C. S. Lewis

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção:
Comentários com palavras inadequadas ou ofensivas serão deletadas.

© Minhas Leituras - 2010-2017. Todos os direitos reservados. Blog e layout por Beatriz Teixeira. Desenho do cabeçalho: Gisele Dias.

Tecnologia do Blogger.
imagem-logo