Palavras da autora

  Depois de um tempo sentindo saudades de escrever por aqui, em vez de começar de cara com as resenhas e os outros posts literários, resolvi compartilhar meu primeiro post no Le Petit Memoir, um blog só de textos que criei com uma amiga, já que nunca cheguei a fazer uma apresentação no Minhas Leituras, mais de quatro anos depois de criá-lo. Aliás, como pouca gente anda visitando esse blog, quem sabe não consideramos isso mais um começo?

***

 Tenho 16 anos e meio, ideias diversas, e muitos sonhos.
De minha vida posso dizer que tive uma infância muito feliz e tranquila, da qual eu nunca abriria mão – mesmo com seus apesares – se pudesse impedir o tempo de seguir seu curso. Mas, mesmo que o tempo pareça cada vez mais complexo, que a consciência dos prós e contras da vida seja chave para infinitas reflexões e escolhas, e que as escolhas não parem de ganhar importância, tenho a felicidade que Deus me deu, assim como o amor e a fé, como estrelas para me guiar enquanto exploro o mundo sem me perder.
Sobre minhas ideias e sonhos, eles também crescem e mudam. Antes mesmo de aprender a ler, apaixonei-me pelas histórias que liam para mim, pelos livros e, mais tarde, pelo ato de escrever. Em 2010 criei meu blog Minhas Leituras, para combinar esses meus “hobbies”, embora hoje eu o considere também como um lugar para deixar meu olhar sobre o mundo. Minhas ideias vivem em metamorfose, principalmente quando textos; muitas delas vêm a pousar em momentos e lugares inesperados, desembarcando palavras em uma conversa aleatória ou durante a aula de Matemática. Difícil é guardá-las para o papel ou para o teclado, às vezes elas simplesmente se desvanecem quando quero prendê-las, como sonhos que somem logo após o despertar, deixam apenas uma impressão, e por mais que você tente não consegue recordar.
Sonhos, os que se tecem sobre o futuro, são mais dóceis. Bom é acalentar sonhos, não importa que forma tenham, se têm fundamento ou se possuem alguma possibilidade de passarem do casulo à borboleta. Ia falar sobre algum desses meus planos, mas apesar de belos, são ainda incertos. Certezas, possuo poucas, queria estar de férias também das minhas dúvidas, principalmente daquelas que só eu posso encontrar a resposta.
Bem, deixe-me pensar em algo mais a dizer sobre mim sem ficar dissertando banalidades. Costumo ouvir mais do que falar, geralmente sou quieta, provavelmente porque tímida, porém tenho prazer em conversar com quem gosto – quando tenho o que dizer – rio muito e facilmente. Amo a música tanto quanto os livros, principalmente quando estou tocando. Gosto de aprender, de estudar, de imaginar, por vezes sou curiosa como criança. Gosto da praia, do mar, do campo, de viajar, de observar as paisagens que mudam da janela do veículo, e de ficar em casa. Gosto das pessoas, por mais difícil que seja a compreensão de cada uma delas, dos animais, das plantas. Gosto de figuras de linguagem, de parênteses, de citações. E gosto de tantas pequenas coisas, que não vêm ao caso nessa breve apresentação.
Amo a vida e muitas pessoas que transbordam meu coração (são muitas para citá-las), e amo a Jesus Cristo – o motivo de toda a minha felicidade e paz – com toda a minha vida.

E entre um texto e outro, quem lê vai me conhecendo e também eu vou aprendendo a me compreender.

Prazer, Beatriz.

***


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção:
Comentários com palavras inadequadas ou ofensivas serão deletadas.

© Minhas Leituras - 2010-2016. Todos os direitos reservados. Blog e layout por Beatriz Teixeira. Desenho do cabeçalho: Gisele Dias.

Tecnologia do Blogger.
imagem-logo