Leituras recentes!

Oláááá!

Pois é, ultimamente tenho postado muito menos do que gostaria, mas continuo lendo muitos livros muito bons, que preciso compartilhar com vocês! Então, enquanto as férias não chegam para colocar as resenhas em dia, fica aqui um breve resumo de minhas leituras mais recentes.


O Dragão de Gelo - George R. R. Martin


   O Dragão de Gelo é um romance fininho, cuja história é ambientada no mundo fantástico de As Crônicas de Gelo e Fogo, na época em que os dragões ainda eram comuns no céu de Westeros, e as estações do ano ainda eram curtas e regulares. A protagonista é Adara, uma garotinha nascida de um inverno rigoroso, que parece ter ficado impregnado nela. Tanto é que ela acaba fazendo amizade com o temido dragão de gelo. 
Embora seja um livro infantil, para os fãs de As Crônicas de Gelo e Fogo é uma bela aquisição para sua coleção: as ilustrações são maravilhosas e, afinal de contas, é uma bela história. Sim, eu poderia tê-lo ignorado, mas não resisti.

   Adara gostava do inverno mais do que tudo, pois quando o mundo esfriava, o dragão de gelo aparecia.
Ela nunca teve muita certeza se era o frio que trazia o dragão de gelo ou o dragão de gelo que trazia o frio.


As Aventuras de Pi - Yann Martel


   As Aventuras de Pi são aventuras que realmente merecem espaço na minha estante, porque simples adorei o livro. Claro, melhor que o filme, embora também tenha gostado da adaptação. Pi é um garoto cujo navio que levava sua família e os animais de seu zoológico da Índia para o Canadá afundou em uma tempestade. Ele foi o único sobrevivente humano, sendo que quando se viu no bote depois da tempestade, tinha como companhia alguns animais, dentre eles um tigre-de-bengala. Os capítulos são narrados por ele, que conta sua história para um escritor, contando a sua fatigante e perigosa viagem pelo enorme oceano Pacífico, que parecia infinita. A companhia do tigre, ironicamente, é o que mantém acesa a sua esperança.
   Segundo o que li em diversas resenhas, Yann Martel "se baseou" na obra Max e os Felinos, do brasileiro Moacyr Scliar, para escrever As Aventuras de Pi, o que deu muita polêmica depois que ele ganhou o Booker Prize, foi adaptado para o cinema e ganhou alguns Oscars e outros prêmios. Muita gente chamou isso de plágio, porque a ideia principal da história é a mesma nos dois livros, só trocando, por exemplo, o jaguar por um tigre, etc.. Como não li Max e os Felinos (mas agora pretendo) não tenho como tirar minhas próprias conclusões, só sei que agradeço ao Moacyr Scliar, então. 

   A vida é tão linda que a morte se apaixonou por ela, e é um amor ciumento, possessivo, que tenta controlar o que pode. Mas a vida escapa a esse controle com a maior facilidade, perdendo apenas uma coisinha ou outra sem grande importância, e para ela, a tristeza nada mais é que a sombra passageira de uma nuvem.
Pág. 18


Antologia Poética - Carlos Drummond de Andrade

   
   Essa é uma seleção de poemas de livros diversos de Drummond, feita por ele mesmo. Como tenho que ler Sentimento do Mundo para o vestibular, comecei pela Antologia poética. Foi minha primeira leitura de Drummond, o que me deixa muito feliz, ele é maravilhoso. O certo é ler poesia aleatoriamente (o certo para mim, gente, isso é bem pessoal), mas li tudo de uma vez feito um romance por motivos de Ensino Médio, haha. Poesia é uma coisa que aprecio muito, mesmo que eu prefira escrever prosa, é como se fossem as ideias em seu estado mais puro. Muito bom!
   
   O tempo - que fazer dele? Como adivinhar, Luís Maurício,
   o que cada hora traz em si de plenitude e sacrifício?
   Do poema A Luís Maurício, infante.


Til - José de Alencar


   Til é um romance do Romantismo, com uma protagonista apaixonante e uma narrativa repleta de amor, dor e sacrifício. Berta, apelidada de Til por um de seus protegidos, é uma garota órfã e vive cuidando dos mais necessitados, desde animais até indivíduos rejeitados pela sociedade. Seus amigos tem tanto carinho por ela quanto ela por eles; Berta é para os garotos e homens a mulher que lhes inspira amor. 
   Sinceramente, amei, não entendo todo o preconceito que ouço contra a literatura brasileira clássica. Apaixonei-me pelos personagens e pela narrativa detalhada de José de Alencar. Gosto do estilo romântico, que destaca apenas o que é belo e que faz do feio tão poético!

   E assim é tudo nela; de contraste em contraste, mudando a cada instante, sua existência tem a constância da volubilidade. Na vaga flutuação dessa alma, como no seio da onda, se desenha o mundo que a cerca; a sombra apaga a luz; uma forma desvanece a outra; ela é a imagem de tudo, menos de si própria. 
Pág. 26, uma descrição de Berta.


Extraordinário - R. J. Palacio


   Extraordinário é bem a palavra que eu usaria para descrever este livro. O August, seus familiares, seus amigos, todas as relações que surgem são tão reais! A inocência com que os capítulos do Auggie são narrados é linda, e... É uma daquelas histórias que nos fazem refletir, rir, chorar e guardar os melhores quotes (que são ótimos). Enfim, deixarei os detalhes para a resenha, mas já deu pra ter uma ideia do quanto gostei, né?

   Não precisamos dos olhos para amar, certo? Apenas sentimos dentro de nós.
  Pág. 233


Cada Segredo - Laura Lippman


   Comecei a leitura de Cada Segredo de uma forma completamente espontânea: minha amiga (a dona do livro) o deixou em cima da mesa, eu peguei para ler a sinopse (afinal, que fã de romances policiais não se sentiria atraída por essa capa?) e achei interessante, começando o prólogo logo depois. O fato é que o prólogo me fisgou, fiquei completamente curiosa, e literalmente comecei a compartilhar o livro com minha amiga durante as aulas. No fim, quando ela terminou, devorei a metade que me faltava para o fim em uma noite, porque apesar de ser um bom suspense, também é uma enrolação magnífica em algumas partes completamente desnecessárias.
   Basicamente é a história do sequestro e assassinato de um bebê que ocorreu na cidade de Baltimore, sete anos atrás, cometido por duas garotinhas de onze anos. Ninguém sabe ao certo qual das duas o fez, mas sabe-se que agiram em conjunto. Então, quando elas saem do reformatório, outros bebês começam a desaparecer por curtos períodos de tempo ao redor da cidade, coincidentemente. Ou seja, o crime atual remonta ao crime antigo. A narrativa vai se alternando entre as garotas, a detetive responsável pelo caso, a mãe da bebê assassinada, lembranças do passado, etc., etc.. Como eu disse, alguns personagens só servem para atrasar o rumo da história, mas em geral é um livro bem cativante. O final me decepcionou um pouco, porém foi um alívio saber as respostas para todos os questionamentos que foram levantados sobre os crimes ao fechar o livro.

***

   Por fim, minhas outras leituras mais recentes que já foram resenhadas você pode conferir nos links:


E vocês, o que andam lendo? Espero que tenham curtido o post!

Beijos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção:
Comentários com palavras inadequadas ou ofensivas serão deletadas.

© Minhas Leituras - 2010-2017. Todos os direitos reservados. Blog e layout por Beatriz Teixeira. Desenho do cabeçalho: Gisele Dias.

Tecnologia do Blogger.
imagem-logo