Princesa: A história real da vida das mulheres árabes - Jean P. Sasson

 Quando um livro conta uma história real, ele move algo em você, sua forma de ver o mundo, ou parte dele. Reforçar seus valores é outro benefício que esse gênero literário traz, por mais doloroso que possa ser ler a realidade enquanto você está sempre tão disposta a encontrar refúgio na ficção.

 Princesa é a história de uma nobre mulher saudita, chamada no livro de Sultana, que representa na verdade toda a população feminina da Arábia Saudita, desde a infância até idade adulta, tempo suficiente para sofrer e presenciar os mais absurdos e cruéis abusos contra a mulher em seu país, e nessa região do oriente. A americana Jean Sasson, tendo conquistado a amizade da princesa, foi requisitada por ela para escrever a sua história, já que Sultana seria gravemente punida pelas leis de seu país se fosse descoberta.



Sinopse:
Princesa - Casamento forçado, mutilações e violências sexuais, execução pública por apedrejamento ou confinamento pela família, censura, proibição de dirigir, de viajar ou mostrar o rosto - estas são apenas algumas formas de opressão com que as mulheres muçulmanas ainda são tiranizadas no Oriente Médio. Num depoimento contundente, uma autêntica princesa da Casa Real Saudita revela, sob risco de vida, a intimidade dessa terra fechada, onde o respeito aos direitos e à qualidade de vida das mulheres continua lhes sendo negado. Uma terra onde ainda imperam os homens, o sexo e o dinheiro.
Skoob

Opinião:
 No mundo de Sultana, nem mesmo as mulheres nobres escapam das inúmeras proibições que são impostas a seu sexo. Em poucas famílias elas têm direito ao estudo, as mais ricas têm que se contentar em ser uma dentre as muitas esposas do homem, na maioria dos casos não conhecem seus maridos até o dia do casamento, não podem dirigir, precisam ser submissas a quaisquer desejos dos homens. São praticamente consideradas como ninguém, apenas propriedades dos homens, já que seus nascimentos ou mortes não são registrados. Suas punições são mais graves, muitas vezes por crimes que não cometeram, mas não têm o direito de se defender pois sua palavra é manejada ao gosto de homens. A vida daquelas que defendem seus direitos, como Sultana, mesmo que sutilmente, pois qualquer passo em falso pode ser fatal, é carregada de medo e revolta.
 Diversas situações da vida da princesa são relatadas e explicadas de acordo com as leis islâmicas e sauditas para a compreensão do leitor da ênfase do machismo extremo que impera ali. E ao final do livro a emoção é revolta, tristeza e compaixão. Assim como gratidão pela minha vida. É triste como um país rico como a Arábia Saudita seja tão errado nos aspectos sociais, já que a situação pouco evoluiu até hoje. Princesa é o tipo de livro que dói em você, se é que me entendem. Não é maravilhosamente escrito, mas o mais importante são as verdades que a autora retratou, que é o que faz dessa história uma leitura ótima e recompensadora. Quão longa e difícil é a jornada para justiça, igualdade e para o bem da humanidade.
 A vida de Sultana continua a ser contada nos livros As filhas da princesa e Princesa Sultana, da mesma autora.

Nota: 8,0

Ficha técnica:


Título: Princesa: A história real da vida das mulheres árabes por trás de seus negros véus

Autora: Jean P. Sasson

Editora: Best Seller - Grupo Editorial Record

Nº de págs.: 248

Ano: 1998


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção:
Comentários com palavras inadequadas ou ofensivas serão deletadas.

© Minhas Leituras - 2010-2017. Todos os direitos reservados. Blog e layout por Beatriz Teixeira. Desenho do cabeçalho: Gisele Dias.

Tecnologia do Blogger.
imagem-logo