Resenha: Emma - Jane Austen

Olá, leitores!

Hoje vim postar mais uma resenha para vocês, sobre o primeiro livro que li nas férias. Preparem-se para várias outras resenhas ao longo do mês, pois férias é tempo de ler muito! Estou agora lendo dois livros, tenho mais um esperando na estante, e uns cinco que quero comprar... Sabem como é, livros nunca são demais.

Eis a resenha de Emma:


"Metade do mundo não consegue compreender os prazeres da outra metade."  - Emma, Jane Austen

Sinopse:
Emma Woodhouse, uma jovem bonita, inteligente e encantadora, está decidida a jamais se casar. Ela já possui toda a fortuna e a independência de que precisa e sente-se perfeitamente satisfeita com sua situação, o que não a impede de se divertir planejando casamentos entre as pessoas que a cercam. Ao conhecer Harriet Smith, uma moça de status social mais baixo, Emma decide ajudá-la a encontrar um pretendente que seja um verdadeiro cavalheiro. Porém, a jovem descobre que interferir demasiadamente na vida dos outros pode por em risco a própria felicidade. Para garanti-la, Emma deve superar seus preconceitos e compreender melhor o que se passa em seu coração. Marcado pela inigualável ironia de Jane Austen e repleto de diálogos geniais, Emma é um retrato vívido da situação das mulheres na Inglaterra do início do século XIX.
Skoob

                                                                                   ***

 Emma foi minha primeira leitura de Jane Austen, com a qual eu estava muito empolgada por ser um livro de um gênero que não costumo ler. Portanto, eu tinha altas expectativas e... elas foram superadas. A habilidade que Jane Austen tem com as palavras é sensacional e a construção do texto todo é inteligente e cativante.
A protagonista da obra é, obviamente, Emma Woodhouse, uma personagem cheia de antíteses. Tem suas qualidades: inteligente, bonita e rica, porém tem também muitos defeitos, como por exemplo achar que está sempre certa e que sabe de tudo. Ela tem o costume de tentar formar casais que em sua imaginação são o par perfeito, principalmente depois que a união entre sua melhor amiga e governanta srta. Taylor casou-se como viúvo sr. Weston, casamento que Emma começou a imaginar desde que os dois se conheceram. Mas apesar de opinar muito na vida alheia, a própria srta. Woodhouse não espera se casar, já que tem tudo o que precisa em Hartfield, sua casa, na qual mora com seu pai, que é completamente contrário ao casamento de qualquer pessoa. O sr. Woodhouse é extremamente cauteloso, além de bondoso, e está sempre excessivamente preocupado com a saúde das pessoas, principalmente de sua filha.
Os Weston, o sr. Knightley e as Bates são os principais amigos da família. O sr. Knightley é aquele que é sempre sincero com Emma, apontando-lhe as falhas quando é necessário, e eles muitas vezes discordam um do outro e discutem, mas logo voltam a ser bons amigos. Os Weston são sempre amáveis e amigos, e as Bates são queridas principalmente pelo sr. Woodhouse.
Outros personagens que se destacam são Jane Fairfax, Frank Churchill e Harriet Smith, entre outros.
Emma tem um certo ódio de Jane, por ela ser muito quieta e reservada, até mesmo fria algumas vezes, apesar de se conhecerem desde a infância. Frank é o filho do sr. Weston, que durante a narrativa visita o pai pela primeira vez e fica amigo de todos da região, especialmente da srta. Woodhouse, que começa a nutrir uma certa atração por ele.
Harriet Smith é uma bela jovem que vem a ficar amiga de Emma. Romântica e ingênua, como é de uma classe social mais baixa e mais jovem que a srta. Woodhouse, é muito influenciada pela amiga. Emma imagina fazer apenas bem para Harriet em afastá-la de seus velhos amigos, que considera muito simples para a moça, e introduzi-la a seu próprio círculo de amizades, pessoas mais cultas, verdadeiros cavalheiros e damas. Obviamente, Emma também não perde a oportunidade de arranjar um par para Harriet, que se apaixona tão facilmente. Porém, pela primeira vez, seus planos dão errado e ela começa a acordar para a realidade de que suas intervenções na vida dos outros pode causar problemas não só a eles, mas também a ela.
 "Há pessoas que quanto mais você faz para eles, menos eles vão fazer por si mesmos."
Durante a narrativa, há muitas reviravoltas e acontecimentos inusitados, principalmente por vermos os acontecimentos mais pelo ponto de vista de Emma. Como disse a própria Jane Austen, ela é o tipo de "heroína que ninguém, além dela própria, iria gostar muito". É difícil decidir entre amá-la ou odiá-la, porque suas ações e pensamentos ora nos agradam, ora nos deixam indignados e com raiva (pelo menos foi isso o que aconteceu comigo). O enredo é interessante e inteligente, e a história nos prende completamente ao livro. Os diálogos são muito divertidos e bem construídos, apesar do modo de falar ser tão mais formal, muito diferente de hoje em dia.
Não é à toa que Emma é muitas vezes citado como a melhor obra da autora.
A edição da Martin Claret é linda, além de ser ótima. Aliás, a editora publicou os seis livros da Jane Austen em uma coleção que vale a pena comprar.
Enfim, amei tanto o livro que depois de terminá-lo escolhi prontamente como próxima leitura o clássico Orgulho e Preconceito, mesmo que a edição que tenha aqui em casa seja em inglês. Aceitei o desafio e cá estou lendo o original, que é ainda melhor que ler traduzido.
Sem dúvida recomendo Emma para qualquer apaixonado por livros!
Nota: 10,00
"Se eu te amasse menos, eu poderia ser capaz de falar mais sobre isso."
                         Ficha técnica:

Título: Emma
Autora: Jane Austen
Editora: Martin Claret
Nº de páginas: 597
Adaptações para filmes/séries:
  • 1960: série de TV da BBC. Emma interpretada por Diana Fairfax
  • 1972: série da BBC. Emma interpretada por Doran Godwin
  • 1996: série de TV. Emma interpretada por Kate Beckinsale
  • 1996: filme estrelado por  Gwyneth Paltrow
  • 2009: série da BBC. Emma interpretada por Romola Garai
Sim, foram feitas diversas adaptações de Emma, e espero assistir a alguma em breve.


Vocês já leram algum livro da Jane Austen? Gostaram? Comentem para podermos trocar opiniões ;)