Coração - Edmondo de Amicis

Mais uma resenha de um livro ótimo! Primeiro livro que li esse ano (na verdade eu comecei a lê-lo ano passado, mas conta como primeiro do ano), inaugurando muito bem minhas leituras de 2014. Coração, de Edmondo de Amicis.

Uma das capas do livro. O meu é com essa capa, só que verde.

Sinopse:
Este clássico romance de formação narra a passagem da infância para adolescência de uma heterogênea turma de garotos que se veem diante de novas e complexas experiências de vida. O livro é o diário de Enrico, que irá se deparar com situações muito mais delicadas, para além do novo universo escolar em que entrou. Coração permanece atemporal ao tratar temas como convivência, solidariedade, compaixão e cidadania. “O Coração era o livro de leitura adotado na minha classe. Para mim, porém, não era um livro de estudo. Era a porta de um mundo, não de evasão, mas de um sentimento misturado, com a intuição terrificante das tristezas e maldades da vida.” Manuel Bandeira.
Skoob

Minha opinião:
Coração é um livro em forma do diário de Enrico, um menino italiano que escreve principalmente sobre o que ele vê ou vivencia na escola e sobre seus colegas e amigos de classe, alternado com os contos mensais que o professor passava e cartas de seus pais. É um livro que trata principalmente de temas como o valor da escola e professores, amor à pátria (nesse caso, a Itália), e respeito e amizade para com as diferentes classes sociais. O modo como esses temas são abordados, sob o ponto de vista de um menino inocente que está começando a aprender a ver o mundo do modo correto, guiado por seu pai, professor e colegas, é belo e realista. De fato conseguimos pensar melhor sobre como a escola é importante, como os professores fazem tanto pelos seus alunos, os amam e até mesmo entregam grande parte de sua vida exclusivamente a eles e são muitas vezes pouco valorizados - Ainda mais no nosso Brasil atual -. Às vezes reclamamos demais de nossos professores e da escola, e não pensamos no trabalho que eles têm para nos dar uma educação de qualidade, no tempo que eles dedicam a nós. Vejo muitas pessoas que só veem o valor da escola depois que já terminaram essa fase e perceberam que tinham perdido a oportunidade de se dedicar ao estudo e garantir um bom futuro, arrependidas. Vejo gente dentro da escola que passa o ano todo reclamando, e é todo ano a mesma coisa, até que um dia elas verão que perderão a chance e que a época de escola foi a melhor da sua vida e que podia ter aproveitado melhor, em todos os aspectos, sentindo falta do que não mais poderão ter. Elas não dão valor para o que têm agora, e desprezam um tesouro que lhes foi oferecido.
Ok, acho que estou fugindo da resenha.
Além disso, é linda a amizade formada entre Enrico e seus diferentes colegas de escola, que vêm de diferentes classes sociais. Alguns ficam doentes ao longo da história, inclusive Enrico, e sempre que isso acontece, os amigos estão lá do seu lado para dar apoio. Os maiores protegem os menores. Os filhos de operários se orgulham do trabalho dos pais. O filho do lenhador trabalha, cuida da mãe e faz o dever de casa depois da escola, mas permanece sempre contente e bem disposto. Cada um é um exemplo de humanidade, de ética, de qualidades - ou defeitos - humanos. Apesar de ter sido publicado em 1886, os assuntos abordados no livro continuam atuais e acredito que ele deveria ser lido por mais pessoas, pois pelo visto ele não é muito conhecido (pelo menos no Brasil acho que não, porque o meu era o único exemplar que tinha na livraria).

Agora uma nota sobre essa edição do livro da editora brasileira Cosac Naify: não gostei da capa. Não quero dizer sobre a arte do título ou os desenhos, achei esse aspecto bem relacionado à história, mas quero dizer o material da capa, que é feita de cartolina (inclusive, por ser um material frágil, o meu veio com um pequeno rasgo). Acho que poderiam ter caprichado muito mais nesse aspecto, já que a cartolina é muito frágil e não dá o melhor das aparências ao livro. Espero que numa edição futura tenham mais cuidado com essa parte.

Nota: 10,00

Ficha técnica:
Título: Coração
Autor: Edmondo de Amicis
Editora: Cosac Naify
Nº de páginas: 342

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção:
Comentários com palavras inadequadas ou ofensivas serão deletadas.

© Minhas Leituras - 2010-2017. Todos os direitos reservados. Blog e layout por Beatriz Teixeira. Desenho do cabeçalho: Gisele Dias.

Tecnologia do Blogger.
imagem-logo