Divergente - Veronica Roth

“Qualquer erro, por menor que seja, ou qualquer segundo de hesitação, e minha vida já era.”

"Não sou da Abnegação. Não sou da Audácia. 
 Eu sou Divergente.
 E não posso ser controlada."
- Beatrice Prior, Divergente
Uma escolha pode te transformar


A resenha que eu prometi para vocês! Confira clicando em Leia mais:


Sinopse:
Numa Chicago futurista, a sociedade se divide em cinco facções – Abnegação, Amizade, Audácia, Franqueza e Erudição – e não pertencer a nenhuma facção é como ser invisível. Beatrice cresceu na Abnegação, mas o teste de aptidão por que passam todos os jovens aos 16 anos, numa grande cerimônia de iniciação que determina a que grupo querem se unir para passar o resto de suas vidas, revela que ela é, na verdade, uma divergente, não respondendo às simulações conforme o previsto.
A jovem deve então decidir entre ficar com sua família ou ser quem ela realmente é.
E acaba fazendo uma escolha que surpreende a todos, inclusive a ela mesma, e que terá desdobramentos sobre sua vida, seu coração e até mesmo sobre a sociedade supostamente ideal em que vive.

Minha opinião:
Escolhi os trechos do começo do post porque acham que eles caracterizam muito bem o livro.
Minha primeira impressão do livro é de que era muito parecido com Jogos Vorazes. Distopia, sociedade dividida, narração em primeira pessoa e no presente. No começo eu chegava a ver a Katniss na Tris. Mas essa foi só a minha primeira impressão, porque depois que você começa a ler vê que é uma história original e muito envolvente. 
Em Divergente, a sociedade é dividida nessas cinco facções: Abnegação, Amizade, Audácia, Franqueza e Erudição. Beatrice Pior, Tris, nasceu na Abnegação, mas tem suas dúvidas se continuará a pertencer a ela depois de seu Teste de Aptidão. 
A partir da Cerimônia de Escolha, onde Tris escolhe sua facção, o livro ganha um ritmo constante e rápido, focando-se na iniciação de Tris na nova facção, seus objetivos, seus obstáculos, suas amizades, e em sua força. O que eu gostei muito é que o jeito que Veronica Roth escreve faz você sentir o mesmo que Tris. 
Os personagens são bem diferentes uns dos outros, o que é bom para entendermos a personalidade de cada facção. A única facção que não é muito bem caracterizada é a Amizade, mas pela capa do próximo livro, Insurgente (que tem a árvore simbolizando essa facção), dá para perceber que ela terá mais importância.
Mas no geral é tudo bem caracterizado: os ambientes, personagens, emoções e pensamentos da Tris. As cenas de ação são um pouquinho confusas às vezes, mas é normal. 
Voltando aos Jogos Vorazes, vi que tem muita gente comparando as duas trilogias, falando que Divergente é plágio de JV, etc.. Não acreditem nisso, os dois são o mesmo tipo de literatura mas como eu disse, percebe-se a diferença nas personagens principais, ambientes e na história em si. 
Ah, e se você espera um bom romance, Divergente também não deixou isso de fora. Não é a melhor coisa do livro, rs', mas faz a sua parte.
Já, já começo Insurgente.
Nota: 8,5

Ficha técnica:
Título: Divergente
Autora: Veronica Roth
Editora: Rocco Jovens Leitores
Nº de páginas: 500
Filme (dados da Wikipédia)
        Previsão de lançamento: março de 2014
        Elenco: Shailene Woodley como Tris
                    Theo James como Quatro
                    Ben Lloyd-Hughes como Will
                    Zoe Kravitz como Christina
                                             Direção: Neil Burger
Próximos volumes da trilogia: 
Insurgente (lançado):

Allegiant (previsto para outubro de 2013 nos EUA):


E aí, gostaram? Alguém já leu?

Shailene Woodley no papel de Tris

6 comentários:

  1. Quero muito ler! Quando eu li a sinopse uma vez logo me veio JV na cabeça, mas se você disse que é diferente, então é!

    Adorei.

    Bjs, Raquel.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. :) leia sim, acho que vc vai gostar.

      Bjs, Bia

      Excluir
  2. Eu amei esse livro, leia insurgente os dois livros são bons mas Insurgente é mais confuso está focado mais no lado psicológico da Tris mas enfim é bom.

    ResponderExcluir
  3. No teste do site do filme deu que eu sou filha de Atena também, mas eu sou filha de Zeus!

    ResponderExcluir
  4. Adorei a resenha, Bia!
    E eu nem sabia que ia ter adaptação para o cinema, estou curiosa para assistir.

    Bjs!
    Laila.

    ResponderExcluir
  5. leiam também free four um livro de 11 paginas que a rocco lançou para mostra o ponto de vista do 4 no capitulo 13!!!!
    eu li todos e to doida pelo 4 e o filme!<3 <3 <3

    ResponderExcluir

Atenção:
Comentários com palavras inadequadas ou ofensivas serão deletadas.

© Minhas Leituras - 2010-2016. Todos os direitos reservados. Blog e layout por Beatriz Teixeira. Desenho do cabeçalho: Gisele Dias.

Tecnologia do Blogger.
imagem-logo