Livro de Maio - Trilogia Jogos Vorazes | A Esperança - Jogos Vorazes, livro 3

Hoje, apresento a vocês, ao invés de apenas um livro de maio, uma trilogia inteira.

Jogos Vorazes, é o nome dela!!! Muito bem, hoje eu terminei o último livro dela, A esperança. Saiba mais sobre esse livro clicando em Leia Mais...

Para saber mais sobre o primeiro (Jogos Vorazes) e segundo (Em chamas) livro, confiram as postagens:
Jogos Vorazes - Suzanne Collins
Em chamas - Jogos Vorazes, livro 2

A Esperança
Sinopse:

Depois de sobreviver duas vezes à crueldade de uma arena projetada para destruí-la, Katniss acreditava que não precisaria mais de lutar. Mas as regras do jogo mudaram: com a chegada dos rebeldes do lendário Distrito 13, enfim é possível organizar uma resistência. Começou a revolução.
A coragem de Katniss nos jogos fez nascer a esperança em um país disposto a fazer de tudo para se livrar da opressão. E agora, contra a própria vontade, ela precisa assumir seu lugar como símbolo da causa rebelde. Ela precisa virar o Tordo.
O sucesso da revolução dependerá de Katniss aceitar ou não essa responsabilidade. Será que vale a pena colocar sua família em risco novamente? Será que as vidas de Peeta e Gale serão os tributos exigidos nessa nova guerra?
Acompanhe Katniss até o fim do thriller, numa jornada ao lado mais obscuro da alma humana, em uma luta contra a opressão e a favor da esperança.
Fonte: Skoob

Minha opinião:
Ainda preciso encontrar as palavras certas para descrever rapidamente esse livro no geral. Recheado de reviravoltas - a essa altura da trilogia, você já começa a desconfiar de tudo e de todos. Mas esse é também o livro que mais mexe com suas emoções, porque é realmente intenso o modo como é descrito tudo o que acontece com a Katniss. Parece que você está sentindo os vazios, os medos, as dúvidas dela. Impactante.

Acho que, contado por qualquer outro autor, o livro não seria tão impressionante quanto é nas mão de Suzanne Collins. Quer dizer, uau. O final do livro é lindo, mas não o tipo de final feliz com o qual estamos acostumados. Acho que é por isso que acabamos esperando algo mais em páginas invisíveis. Porque - pelo menos eu - fiquei com a sensação de quem pergunta "Como assim? Não, não pode ter acabado...". É maravilhoso isso. Fico emocionada só de lembrar dos... acontecimentos tristes da história. Como uma saudade que ficou, e que não dá pra curar, porque não há mais capítulos.
Sim, é o livro mais triste, e o pior em termos de violência, apesar de não se passar em nenhuma arena. De não ser controlado pela a Capital.
Porque a guerra é mais voraz do que qualquer jogo.
Na verdade ainda estou confusa quanto a nota que vou dar. Ele é tão diferente dos outros... 
Certo, Em Chamas é melhor em termor de Jogos e de ação que todos. Acho que é o melhor. Mas a Esperança também gostei apesar de achar muito muito triste.
Bem, vamos lá:

Nota: 9,5
(eu sei, a nota é maior que do primeiro livro, mas no primeiro livro eu não estava muito acostumada com o... hum, estilo do livro, mas no em chamas comecei a entrar na história de fato).

Ficha técnica:
Título: A Esperança
Título original: Monckingjay
Autora: Suzanne Collins
Editora: Rocco Jovens Leitores
Número de páginas: 419




Que a sorte esteja sempre a seu favor!

P.S.: Ah certo, "você ainda está falando?" ou qquem sabe "Eba, outro daqueles PSs malucos da Bia!
Oooook, mas é sério, contém SPOILERS daqui pra baixo. Se você ainda não leu o livro não leia, ok? Não quero estragar a surpresa de ninguém. Mas, de qualquer forma, vou digitar tão rápido e as coisas vão ficar todas misturadas porque são todas as emoções do livro colocadas em palavras, não posso correr o risco de esquecer nada.

Tá tá, começando pelo romance na história.

A Katniss sempre foi confusa em relação a seus sentimentos amorosos, certo?
Beija Gale, beija Peeta.

No começo, ela e Peeta eram uma encenação. Depois, Gale. Às vezes parecia que ela gostava dele, mas... depois de tantos anos perto dela, ele nunca mostrou nada, a não ser quando surgiu alguém de quem sentir ciúmes, Peeta. (claro que eu fiquei com dó do Gale, mas...)

Mas o Peeta sofreu o pior com a Katniss: os Jogos Vorazes. No fim, Peeta era praticamente (se não totalmente), o que a Katniss tinha.

Passando para o assunto Prim.
Prim.
Prim.
Certo, só de escrever, de pensar, de falar esse nome fico emocionada.
Prim, o motivo de Katniss ter ingressado nos Jogos.
Prim, a garotinha que amadureceu rápido de mais na guerra.
Prim, acho que representa, para mim, tanto o começo quanto o fim da trilogia.
Ahhh.

Ok, paro por aqui.

Boa-noite!